Sites Grátis no Comunidades.net

Os melhores boxeadores americanos

Os melhores boxeadores americanos

 

Rocky Marciano

 

Em Março de 1947, Rocco torna-se profissional. Com o nome de Rocky Marciano, ele foi simplesmente espetacular. No ringue, o ítalo-americano não sentia medo. E o motivo era bem simples. O que era entrar em um ringue, vestir um par de luvas e golpear outro pugilista para quem cresceu como um filho de imigrantes durante a pior crise da economia norte-americana?

Rocky parecia não sentir dor, por mais golpes que recebesse. Por mais castigado que fosse em um ringue. O garoto Rocco parecia imbatível. Há quem diga que a potência de seu soco, era a mais forte de todos os tempos, apesar de ter braços, altura e peso (que era em torno de 83 a 85 quilos) menores que a média.

Lutou contra grandes pugilistas como Lee Savold,

 Red Applegate, Carmine Vingo, Rex Layne

 e inclusive contra um dos melhores pugilistas de todos os tempos, Joe Louis. Rocky nocauteou Louis, que já com certa idade, acabou encerrando sua carreira logo após essa luta, naquele ano de 1951. A partir daí, não demorou muito para Rocky Marciano conquistar o título de melhor peso pesado do mundo. O combate aconteceu na Filadélfia, em 23 de Setembro de 1952. Rocky Marciano derrotou o campeão Jersey Joe Walcott e tomou para si o título.

 

 Defendendo o seu cinturão, Rocky lutou contra grandes lutadores, como Ezzard Charles,  Don Cockell e Roland La Starza.

Depois de uma vitória sobre o bom pugilista Archie Moore, Rocky Marciano decidiu que era momento de se aposentar, fechando com chave-de-ouro uma das carreiras esportivas mais vitoriosas já vistas.

 

Seu cartel

 Foi o único campeão mundial no boxe a encerrar a carreira invicto, somando 49 vitórias, nenhum empate e nenhuma derrota


 

 

Muhammad Ali   

Cassius Marcellus Clay Jr., nasceu em 17 de janeiro de 1942, em Louisville , Kentucky. O mais velho dos dois filhos, foi nomeado depois que seu pai, Cassius Marcellus Clay, que foi nomeado após o século 19 abolicionista e político de mesmo nome . Seu pai pintava cartazes e sinais, e sua mãe, Odessa O'Grady argila , era um doméstico.

Cassius foi direcionado para o boxe por um policial de Louisville e treinador de boxe Joe E. Martin , que encontrou com 12 anos muito nervoso por um ladrão ter levado sua bicicleta. Ele disse ao policial que ele estava indo derrotar o ladrão. O oficial disse que era melhor aprender  primeiro boxe. Durante os últimos quatro anos de carreira amadora de Clay foi treinado pelo lendário Chuck Bodak

Cassius venceu seis vez o luvas de ouro de Kentucky , dois títulos nacionais de Luvas de Ouro, um título da União Atletica Nacional Amadora ,medalha de ouro na categoria dos meios pesados no Jogos Olímpicos de Verão 1960 , em Roma.  registro de Clay amador foi de 100 vitórias com cinco derrotas. Pouco depois de seu retorno para casa de Roma após a Olimpíada, Ali diria em sua autobiografia de 1975, que ele jogou sua medalha no rio Ohio depois que ele e um amigo dele estavam sendo recusou serviço a um "brancos apenas" restaurante, e lutando com uma gangue de branco.  No entanto, dois anos depois, no filme biográfico de 1977, The Greatest , uma cena de filme retratando o incidente que obriga Ali a sair da lanchonete, devido à sua raça rapidamente e cortado a cena onde Clay jogou a medalha no rio por desgosto. Ali trouxe a última história de eventos em anos posteriores em entrevistas . Ambas as histórias têm sido fortemente debatida e vários amigos de Ali o fotógrafo Howard Bingham e Brown Bundini disputado esta história chamando-o de falsa , com Brown mais tarde dizendo a Sports Illustrated escritor Mark Kram, " Honkies certeza que comprou em um!

Este incidente não é mencionado na própria biografia de Thomas Hauser oficial de Ali, que confirmou que Ali foi recusado a ser atendido no restaurante, mas disse que perdeu a medalha de ouro anos depois que ele ganhou. Ali mais tarde recebeu uma medalha de substituição em um intervalo de um jogo de basquete durante a Olimpíada de 1996, em Atlanta , onde ele acendeu a tocha para iniciar os jogos.

Clay fez sua estréia profissional em 29 de outubro de 1960, vencendo uma decisão de seis round sobre Tunney Hunsaker .

 Desde então e até 1963, Clay acumulou um recorde de 19-0, com 15 vitórias por nocaute. Ele derrotou lutadores, incluindo Tony Esperti, Jim Robinson , Fleeman Donnie, Johnson Alonzo, Logan George, Besmanoff Willi, Clark Lamar, Doug Jones e Henry Cooper .

Clay foi derrubado duas vezes durante esta execução precoce por Sonny Banks e Henry Cooper . A luta de Cooper foi interrompido devido a cortes profundos nos olhos de Cooper no quinto round. Clay também bateu o seu ex-treinador e veterano boxeador Archie Moore em  1962.  

Depois de clay ter deixado o acampamento de Moore, em 1960, em parte devido à clay recusar-se a fazer tarefas como lavar louça e varrer, ele contratou Angelo Dundee , que ele havia conhecido em fevereiro de 1957 durante a carreira amadora Ali,  para ser seu treinador. Em torno deste tempo, Clay procurou antigo ídolo Sugar Ray Robinson para ser seu gerente, mas foi rejeitado. Uma decisão de 10 round disputado contra Doug Jones foi mais tarde chamado de "Luta do Ano" em 1963.

 

Ali tinha acumulado um registro de 19-0, com 15 nocautes e tornou-se o principal desafiante para o título de Sonny Liston. A luta foi definida para 25 de fevereiro de 1964, em Miami. Apesar de seu registro, o Ali era um azarão 7-1. Durante a pesagem no dia antes da luta, o clay sempre prepotente, que freqüentemente provocava Liston durante a pesagem , ele "o grande urso feio" (entre outras coisas), declarou que iria "flutuar como uma borboleta e picar como uma abelha ", e, resumindo a sua estratégia para evitar assaltos Liston, disse:" Suas mãos não podem atingir o que seus olhos não podem ver.

Clay e Liston lutaram por seis rounds , com Clay dominando a maioria dos rounds, exceto o quarto round, quando foi alegado que Clay tinha problemas para enxergar devido a uma substância em seus olhos.  Apesar de não confirmado que isso aconteceu para Clay, Bert Sugar afirmou que pelo menos dois dos oponentes de Liston reclaram "queima em seus olhos ", o que sugere a possibilidade de que Liston foi deliberadamente tentando enganar.

Apesar das tentativas de Liston para derrubar Clay no quinto round, Clay foi capaz de escapar da ofensiva de Liston até o suor e a lágrimas lavarem a substância dos seus olhos, levando Clay a responder de volta com uma enxurrada de combinações perto do fim do quinto round. Durante o sexto round, Clay dominou todo o round. Quando Liston se recusou a responder o sino para o sétimo rodada, Clay foi declarado o vencedor. Liston, mais tarde, afirmado que ele havia machucado o ombro. Após a vitória, Clay triunfante correu para as arquibancadas de imprensa, apontando para eles e gritando "Eu enganei você!" Durante o agora infame entrevista no ringue após a partida, Clay gritou "Eu abalo o mundo!" e "Eu devo ser 'The Greatest'!" Quando Clay venceu, ele se tornou o mais jovem pugilista a conquistar o título de campeão mundial dos pesos pesados ​​com apenas 22 anos, embora Floyd Patterson foi o mais jovem a ganhar o titulo de campeão mundial dos pesos pesados ​​aos 21 anos, foi durante uma luta de  eliminação após a aponsentadoria do Rocky Marciano . Mike Tyson depois quebrou os recordes de Clay e Patterson em 1986, ganhando o titulo com 20 anos, durante sua luta com Trevor Berbick .

Clay, agora tendo mudado seu nome para Muhammad Ali após sua conversão o Islã, e Liston reuniu-se para a sua revanche em maio do ano seguinte. No meio do primeiro round, Liston foi derrubado por um dos golpes de Ali, mais tarde apelidado pela imprensa como o "soco fantasma ". Árbitro Jersey Joe Walcott parou o jogo pouco depois e Ali foi declarado vencedor em torno de 1:52 do primeiro round. Os rumores especulavam que Liston caiu no chão propositalmente devido a ameaças de NOI extremistas, ou "jogou" a luta para pagar as dívidas.

A segunda defesa de Ali ao título foi contra Floyd Patterson. A luta foi acusado de ter sido brutal devido à recusa de Patterson chamar Ali pelo seu nome muçulmano. Ao longo da luta, Ali provocava Patterson, gritando "qual é o meu nome" para ele. É alegado que Patterson pode ter se acirrado sua sacroilíaca , o que tornava difícil para ele escapar dos socos de Ali,ganhando assim a luta por TKO no 12 round .

 A proxima luta de Ali seria contra o Ernie Terrell em Chicago em 29 de março 1966, mas a Comissão Atlética de Ilinois recusou-se a acolher a luta devido a declarações de Ali sobre a Guerra do Vietnã"Eu não tenho nenhuma desavença com eles Viet Congs ..." .  Na sequência , Ali viajou para o exterior e ganhou lutas contra George Chuvalo , Henry Cooper , de Londres Brian e Karl Mildenberger . Próxima luta de Ali após seu retorno aos Estados Unidos era contra Cleveland Williams no Houston Astrodome . De acordo com a Sports Illustrated , a luta atraiu um recorde mundial de 35.460 pessoas . Ali acabou vencendo em três rounds. Williams estava se recuperando de sum tiro à queima-roupa por um policial do Texas de um ano e meio antes, resultando em ele entrar na luta faltando um rim e 3,0 m de seu intestino delgado , e com a perna esquerda atrofiada por partes da bala estar ainda alojada em seu corpo.

Ali e Terrell finalmente se encontraram em Houston no dia 6 de fevereiro de 1967. Como Patterson antes, Terrell desafiam a ordem de Ali para chamá-lo pelo nome muçulmano. Como resultado, Ali partiu em cima de Terrell , gritando: "Qual é o meu nome, tio Tom ... qual é o meu nome? " Terrell mais tarde alegou que Ali tinha esfregado os polegares nos seus olhos , causando problemas. Críticos descreveram a luta como "uma das mais feias lutas de boxe". Tex Maule escreveu mais tarde: ". Foi uma demonstração maravilhosa de habilidade de boxe e um display bárbaro de crueldade" Apesar disso, Ali negou a intenção de prejudicar Terrell de propósito durante a luta.

 Sua defesa do título final seria contra Zora Folley um mês depois. Após isso, título de Ali seria esvaziada após sua recusa em ser convocado para o serviço militar, resultando em sua licença de boxe ser suspenso e, posteriormente, a ser condenado a cinco anos por sonegação.

Com o seu caso ainda está em recurso, Ali voltou ao ringue depois de ganhar uma licença de boxe em Atlanta em 12 de agosto de 1970, graças a Senador Leroy R. Johnson, onde foi concedida uma licença para a Comissão Atlética de Atlanta .O retorno foi contra Jerry Quarry em 26 de outubro, o que resulta em uma vitória após três rounds. Após isso, o Estado de Nova York Comissão de Boxe reintegrado licença Ali para lutar lá e Ali lutou contra Oscar Bonavena no Madison Square Garden, em dezembro de 1970, nocauteando-o tecnicamente durante o 15 roumd, deixando-o como o principal desafiador ao titulo dos campeão dos pesos pesados ​​Joe Frazier .

Primeira luta Ali e Frazier, realizada no Jardim em 8 de maio de 1971, foi apelidado de " Luta do Século ", devido às palhaçadas  em sua pré-luta. Depois de ser derrubado durante o 15 round, Ali acabou sofrendo sua primeira derrota no boxe profissional .

 A seguite luta de Ali foi contra Pedreira, uma segunda luta com Floyd Patterson e Bob Foster , em 1972, ganhando um total de seis lutas nesse ano. Em 1973, Ali sofreu outra derrota nas mãos de Ken Norton , que quebrou seu queixo durante a luta, depois Ali e Norton fizeram a segunda luta em 10 de setembro de 1973 e Ali ganhou a luta por pontos , com pouco mais de um mês Ali lutou contra Lubbers Rudi ganhando por pontos , levando a sua segunda luta com Frazier, vencendo por pontos em sua 28 janeiro de 1974 .

Ali enfrentou campeão mundial de boxe George Foreman em Kinshasa em 30 de outubro de 1974 em uma luta apelidado de " Rumble in the Jungle A ". Quase ninguém, deu ao ex-campeão a chance de ganhar. Analistas apontaram que Joe Frazier e Ken Norton tinha dado Ali quatro duras batalhas no ringue e venceu dois deles, enquanto Foreman havia nocauteado ambos no segundo round.

Durante a luta, a partir do segundo round, Ali recuou para as cordas, convidando Foreman a bater nele enquanto verbalmente insultando o homem mais jovem. Ali se inclinou sobre as cordas e cobriu-se desviando dos socos mais pesados do Foreman . No meio, quando Foreman começou  a cansar, Ali respondeu com socos e algumas rajadas. Essa prática se tornaria mais tarde conhecido como o " Rope-A-Dope ". No oitavo round, caiu Foreman com uma combinação de golpes do Ali que não conseguiu levantar . Contra todas as expectativas, Ali recuperou o título.

Próximo adversário de Ali foi Chuck Wepner , Ron Lyle , e Joe Bugner . Wepner atordoado Ali com um knockdown no nono round; Ali diria mais tarde que tropeçou no pé de Wepner. Ali concordou com uma terceiro luta contra Joe Frazier, em Manila . O duelo, intitulado " O Thrilla em Manila ", foi realizada em 01 de outubro de 1975. A luta durou 14 rounds exaustivos em temperaturas próximas de 38 ° C . A luta foi interrompida quando Frazier ficou incapaz de responder a campainha para o 15 round e final (seus olhos estavam inchados). Treinador de Frazier, Eddie Futch, se recusou a permitir que Frazier continuasse. Ali disse depois que a luta  "era a coisa mais próxima de morrer que eu sei" e citou Frazier como "o maior lutador de todos os tempos ao lado de mim."

 

Após a luta, Ali lutou contra Jean-Pierre Coopman , jovem Jimmy e Richard Dunn , vencendo por nocaute. Mais tarde, em 1976, Ali participou de uma sessão de exposição em Tóquio contra o japonês lutador profissional de artista marcial Antonio Inoki Embora a luta foi apontado como um golpe de publicidade, a luta afetou a mobilidade Ali como ele sofreu contusões nas pernas durante a luta devido a chutes Inoki do. Ali sofreu dois coágulos de sangue e uma infecção na luta, que acabou por ser declarado um empate.

  Ali lutou contra Ken Norton novamente em sua terceira luta no Yankee Stadium , em Setembro de 1976, onde Ali venceu por uma  contestada decisão, o que levou o público a vaiar no ringue. Ali reagiu à precipitação deste anuncio com  uma breve aposentadoria de praticar a sua fé no Islã, depois de ter convertido para o islã sunita .

Depois de vencer Alfredo Evangelista em maio 1977, Ali lutou em sua próxima luta de boxe contra Earnie Shavers em setembro, que ganhou a luta por uma outra decisão unânime. Em Fevereiro de 1978, Ali enfrentou Leon Spinks , que teve um recorde de 6-0-1 entrar em sua primeira luta no Superdome , em Nova Orleans , e perdeu o título por decisão unânime. Ali mais tarde ganhou contra Spinks por decisão unânime em sua revanche oito meses depois, tornando-se o primeiro campeão peso-pesado a conquistar o cinturão por três vezes. Após esta vitória, em 27 de julho de 1979, Ali anunciou sua aposentadoria do boxe. Sua aposentadoria foi de curta duração, no entanto, depois de Ali anunciou o seu regresso para enfrentar Larry Holmes pelo o cinturão da WBA . Foi nessa época que começou os gaguejos vocais e as mãos trêmulas. rápido declínio Ali causaou  preocupações e Ali verificou-se na Clínica  de Mayo para  um check-up, depois de declará-lo apto para lutar. Ali lutou contra Holmes em 2 de outubro de 1980, em Las Vegas com Holmes facilmente dominar o Ali enfraquecido, que tinha tomado medicação da tireóide para perder peso que a medicação deixou visivelmente cansado e com falta de ar. Treinador de Ali Angelo Dundee parou a luta no décimo primeiro round, citando a luta de Ali a único em que o pugilista perdeu por nocaute.

 A luta Holmes disse ter contribuído para Ali ter síndrome de Parkinson Apesar dos apelos para a aposentadoria, Ali lutou pela última vez em 21 de dezembro de 1981, em Nassau contra Trevor Berbick perder uma decisão 10-round. Após a luta, Ali anunciou sua aposentadoria.

Arquivo: Ali.jpg

                

 Muhammad Ali atualmente.

Foi o único boxeador que até hoje suportou 12 assaltos com o maxilar quebrado (luta com Ken Norton, em 1973). Converteu-se ao Islamismo (mudando de nome para Muhammad Ali-Haj) e lutou contra o racismo.

 

Cartel

  •  61 lutas
  •  56 vitórias
  •  37 nocautes
  •  5  derrotas

 

 

George Foreman

 

George nasceu de uma família pobre em Marshall, Texas, Estados Unidos em 10 de janeiro de 1949. Era o quinto filho de sete crianças e, desde pequeno, seus pais notavam seu talento durante os jantares da família, pois Foreman frequentemente envolvia-se em brigas com seus irmãos. Sua carreira de amador foi levada a sério na década de 1960, quando, em 1968, derrotando o pugilista soviético Ionas Chepulis, conquistou o título olímpico de boxe na categoria peso-pesado (+81 kg) na Cidade do México, México. Segundo Foreman, este foi o título mais importante de sua carreira, pois ele era jovem e estava representando seu país. Esta havia sido sua última vitória como amador, pois no final do ano, ele passaria a ser reconhecido como um boxeador profissional.

Foreman, após um recorde amador de 21-6, tornou-se profissional em 1969 com um nocaute em três rounds sobre Donald Walheim em Nova Iorque.

Ele tinha um total de 12 lutas neste ano, vencendo todas elas (sendo 11 por nocaute). Entre os pugilistas que ele derrotou, havia Cookie Wallace, contra o qual sua luta durou apenas 23 segundos.

Em 1970, Foreman continuou sua marcha em direção ao indisputado título dos peso-pesados, vencendo todas as suas doze lutas (11 por nocaute). Dentre os oponentes que ele derrotou, havia Gregorio Peralta, de quem venceu no Madison Square Garden, e George Chuvalo, de quem venceu por nocaute técnico (TKO) em três rounds. Após esta vitória impressionante, Foreman derrotou Charlie Polite em quatro rounds e Boone Kirkman em três.

Em 1971, George venceu mais sete lutas, incluindo uma revanche com Peralta, de quem venceu por nocaute ao décimo e último round em Oakland, Califórnia, e uma vitória sobre Leroy Caldwell, que foi nocauteado no segundo round. Após acumular um recorde de 32-0, Foreman foi classificado como o número um do boxe peso-pesado pela Associação Mundial de Boxe e o Conselho Mundial de Boxe. Em 1972, sua sequência de vitórias continuou com uma série de cinco lutas consecutivas, nas quais ele derrotou cada oponente em dentro de três rounds.

Ainda invencível, e com um impressionante recorde de nocautes, Foreman foi escolhido para desafiar o campeão do indisputado título mundial peso-pesado Joe Frazier, quem em 1971, havia vencido, sob uma decisão unânime, o anteriormente imbatível Muhammad Ali, seguindo o regresso de Ali aos ringues após um exílio de mais de três anos e meio.

A luta (chamada de The Sunshine Showdown) teve lugar em 22 de janeiro de 1973, em Kingston, Jamaica, com George derrubando Frazier seis vezes em dois rounds para vencer o campeonato por nocaute em meio a um dos maiores distúrbios em uma luta de boxe já ocorridos. No que foi a primeira transmissão de boxe da rede de televisão HBO, a chamada feita por Howard Cosell tornou-se uma das mais memoráveis em todos os esportes: "Frazier vai à lona! Frazier vai à lona! Frazier vai à lona!" Antes da luta, Frazier tinha um recorde de 29-0 (25 KO) e Foreman de 37-0 (34 KO). Igualmente memorável foi o soco final de George, um soco feito com tanta força que levantou Frazier do chão. Frazier conseguiu se levantar, como ele tinha feito nas anteriores 5 derrubadas, porém o árbitro Arthur Mercante deu um fim à luta. Foreman, no entanto, depois, admitiu que estava com medo de Frazier antes da luta, e foi um estreito gancho de esquerda que levou-o a terminá-la rapidamente.

Por vezes, ele foi caracterizado pela mídia como um campeão distante e antissocial. Segundo eles, George sempre parecia usar um sorriso de escárnio e frequentemente não estava disponível para a imprensa. Foreman atribuiria, posteriormente, seu comportamento durante esta época como uma emulação de Sonny Liston, a quem ele tinha sido um parceiro ocasional de boxe.

No entanto, passou a defender o seu título com sucesso duas vezes durante seu primeiro reinado como campeão. Sua primeira defesa de título, em Tóquio, fê-lo competir contra o campeão peso-pesado porto-riquenho José Roman. Roman não era considerado como um desafiador top, e Foreman gastou apenas 2 minutos para terminar a luta, um dos mais rápidos nocautes em uma final de um campeonato peso-pesado.

 A próxima defesa de Foreman foi contra um adversário muito mais difícil. Em 1974, em Caracas, Venezuela, ele encarou Ken Norton, que carregava um recorde de 30-2, um pugilista notório pelo seu estranho estilo de boxe e defesa estilo "caranguejo", que havia quebrado o maxilar de Muhammad Ali, enquanto se defendia em pontos no ano anterior. As habilidades de Norton, no entanto, eram suspeitas, e Foreman colocou-o à prova. Em uma surpreendente exibição de agressão e poder nos socos, George nocauteou Norton em apenas dois rounds. A vitória fez de Foreman com o recorde de 40-0 com 37 nocautes.

A próxima defesa do título de Foreman, contra Muhammad Ali, foi histórica. Ali tinha um recorde de 44-2 (31 KO), com as únicas derrotas sendo para Frazier e Norton. Frazier havia derrubado Ali no 15º round em caminho a uma decisão unânime (9-6, 11-4 e 8-6-1), enquanto que Ken Norton, que quebrou o maxilar de Ali no segundo round, venceu por uma decisão conturbada (4-7-1, 4-5-3 e 6-5-1) (estas derrotas foram, posteriormente, vingadas por Ali). Foreman, que tinha um recorde de 40-0 (37 KO), havia nocauteado Frazier e Norton, ambos no segundo round. Os únicos pugilistas que duraram grande tempo com George haviam sido Roberto Davila, Levi Forte e Gregorio Peralta.

Durante o verão de 1974, Foreman viajou para o Zaire (hoje República Democrática do Congo) para defender seu título contra Ali. A luta foi conhecida como The Rumble in the Jungle, literalmente A Luta na Selva.

Enquanto treinava no Zaire, Foreman sofreu um corte acima de seu olho, forçando o adiamento da luta por um mês. Ali usou este tempo para fazer um excursão pelo Zaire, encarnecer a si ao público enquanto insultava seu adversário em todas as oportunidades que tivera. No entanto, Foreman era um grande favorito, devido, em grande parte, ao fato de que Frazier e Norton deram a Ali quatro difíceis lutas, e venceram-no, enquanto George derrotou ambos em TKO no segundo round.

Mesmo assim, Ali aproveitava o adiamento da luta para se encorajar, angariando simpatizantes, ao passo que desdenhava seu adversário. Essa tática era um comportamento típico de sua personalidade, pois fez isso também com Joe Frazier, nos meses que antecederam o combate.

Conforme o dia da luta se aproximava, Foreman mantinha sua serenidade, enquanto Ali continuava com sua campanha para deturpar a imagem de seu oponente, fazendo um marketing bem sucedido; onde o jovem invicto campeão Foreman, agora tornava-se um carrasco que precisava ser derrotado, "nem que seja por pontos", enfatizava Ali.

Quando Foreman e Ali finalmente se encontraram no ringue, Ali começou a luta dançando em volta de seu adversário, como já havia anunciado que iria fazer. Tal foi a intensidade do ataque de George, no entanto, que Ali foi bruscamente empurrado para as cordas. Devido aos socos seguidos de Foreman nas laterais do corpo de seu oponente, rapidamente tornou-se claro que ele era incapaz de acertar um soco da cabeça de Muhammad. As cordas do ringue, sendo razoavelmente elásticas de natureza, permitiu Ali inclinar-se para trás e para frente, desviando das agressivas oscilações de Foreman e então bater nele em corpo-a-corpo, forçando-o a expandir energia extra, desmaranhando a si. Neste dia, é incerto se o discurso que Ali fez na pré-luta sobre usar a velocidade de movimento contra Foreman tenha sido apenas um truque de brincadeira, ou se o uso do que foi conhecido como a tática "rope-a-dope" foi um improviso necessário pelas pressões constantes de Foreman.

Em ambos os casos, Ali foi capaz de se esquivar pelas cordas, golpeando o rosto de seu oponente, e foi capaz de penetrar na defesa de Foreman. Com os primeiros rounds passados, Ali continuou a resistir a golpes pesados, e ocasionalmente um duro solavanco na cabeça, todavia, Foreman não conseguia acertar seus socos diretamente no queixo de Ali. Gradualmente, Foreman começou a cansar e seus socos tornaram-se cada vez mais selvagens, perdendo poder no processo. Cada vez mais confiante, Ali provocava Foreman em toda a disputa. Mais tarde ao oitavo round, Ali tomou impulso nas cordas para alavancar uma súbita onda de golpes na cabeça de Foreman, marcada por um duro soco de direita que atingiu com força a mandíbula de Foreman. Foreman foi derrubado, dominado tanto por exaustão como pela força dos ataques de Ali. Ele até tentou se levantar, mas o árbitro finalizou a luta. Esta foi a primeira derrota de Foreman, e Muhammad Ali permaneceria o único boxeador a derrotá-lo por nocaute.

Foreman permaneceram inativas durante 1975. Em 1976, ele anunciou um retorno e declarou sua intenção de garantir uma revanche com Ali. Seu primeiro adversário era para ser Ron Lyle , que havia sido derrotado por Muhammad Ali , em 1975, através de  um TKO. No final do primeiro round, Lyle conseguiu uma direita dura que enviou Foreman cambaleando em todo o riguel. No segundo round, Foreman batia Lyle contra as cordas e poderia ter marcado um KO, mas devido a um erro de cronometragem a campainha tocou com um minuto antes e Lyle sobreviveu. No terceiro, Foreman pressionado para a frente, com Lyle esperando para combater fora das cordas. No quarto round , um slugfest brutal explodiu. Um conjunto de potência de socos de Foreman Lyle foi enviado para a lona. Quando Foreman se levantou, cambaleou Lyle-lo novamente, mas apenas como Foreman parecia terminado, ele revidou com uma direita dura para o lado da cabeça, derrubando Lyle. Lyle bateu a contagem, em seguida, caiu outra combinação brutal, batendo Foreman para baixo para o segundo tempo. Mais uma vez, Foreman bateu a contagem. Foreman disse mais tarde que ele nunca tinha sido atingido com tanta força em uma briga e me lembrei olhando para a lona e ver sangue. No quinto round, ambos os lutadores continuaram a ignorar defesa e trocaram suas mais difíceis socos brutais. Cada homem cambaleou o outro e cada um parecia quase em seus pés. Então, como se, finalmente, cansado, parou Lyle socos e Foreman entregue uma dúzia de golpes sem resposta até Lyle entrou em colapso. Lyle permaneceu na lona e foi contado para fora dando a vitória Foreman KO. A luta foi nomeado pelo The Ring como "A Luta do Ano".

Para sua próxima luta, Foreman escolheu enfrentar Joe Frazier em uma revanche. Por causa da vitória de  Foreman sobre KO em sua primeira luta, e o fato de que Frazier tinha tomado uma quantidade enorme de socos de Ali em Manila um ano antes, poucos esperavam que ele ganhasse. Frazier neste ponto foi 32-3 e Foreman foi 41-1. Surpreendentemente, a luta Foreman-Frazier 2 foi bastante competitivo para a sua duração, como Frazier utilizado rápidos movimentos da cabeça para fazer Foreman faltar com seus mais duros golpes. Frazier estava se deteriorando a esta altura e estava usando uma lente de contato para a sua visão que foi soltas durante o combate. Depois de ser incapaz de montar uma ofensiva significativa, no entanto, Frazier foi finalmente pavimentado duas vezes por Foreman no quinto round e a luta foi interrompida.

 Em seguida, Foreman nocauteou Scott Ledoux em três round e Dino Dennis em quatro round para terminar o ano.

1977 viria a ser um ano de mudança na vida de Foreman. Depois de nocautear Pedro Agosto no quarto round em Pensacola, Florida , Foreman voou para Porto Rico um dia antes da luta, sem dar-se tempo para se aclimatar. Seu adversário era o habilidoso boxeador Jimmy Young , que tinha batido Ron Lyle e perdeu uma decisão muito controversa para Muhammad Ali no ano anterior. Foreman lutou com cautela no início, permitindo jovem para se adaptar à luta. Jovem reclamavam constantemente sobre Foreman empurrando-o, para que, eventualmente, Foreman tivesse um ponto deduzido pelo árbitro, apesar de jovem nunca foi advertido por sua exploração persistente. Foreman gravemente ferido no setímo round , mas não foi capaz de conseguir um golpe final. Foreman cansado durante a segunda metade da luta e ainda sofreu um knockdown flash no decímo segundo round e perdeu por decisão.

Foreman ficou doente em seu camarim após a luta. Ele estava sofrendo de exaustão e insolação e acreditava que ele tinha uma experiência de quase morte . Ele alegou que se viu em um lugar infernal assustador do nada e do desespero. Ele começou a suplicar a Deus para ajudá-lo. Ele explicou que sentiu Deus pedindo-lhe para mudar de vida . Depois dessa experiência, tornou-se um Foreman cristão nascido de novo , dedicando a sua vida para a próxima década a Deus. Embora ele não tenha formalmente se aposentado do boxe, Foreman parou de lutar, tornou-se um ministro ordenado de uma igreja , em Houston, Texas, e dedicou-se à sua família e sua congregação. Ele também abriu um centro de juventude que leva seu nome. Foreman continua a compartilhar sua experiência de conversão em transmissões de televisão cristãs, tais como The 700 Club e do Trinity Broadcasting Network .

Em 1987, depois de 10 anos afastado dos ringues, Foreman surpreendeu o mundo do boxe, anunciando um retorno com a idade de 38. Em sua autobiografia, ele escreveu que seu motivo principal era o de levantar dinheiro para financiar o centro de juventude que tinha criado. Outra ambição declarado era lutar contra Mike Tyson .  Por sua primeira luta, ele foi para Sacramento, Califórnia , onde ele bateu journeyman Steve Zouski por um knockout no quarto round. Foreman pesava 267 £ (121 kg) para a luta e parecia mal fora de forma. Embora muitos pensavam que a sua decisão de voltar ao ringue foi um erro, Foreman respondeu que ele tinha voltado a provar que a idade não foi uma barreira para as pessoas alcançar seus objetivos (como ele diria mais tarde, ele queria mostrar que aos 40 anos não é uma "sentença de morte"). Ele venceu quatro lutas mais esse ano, gradualmente emagrecer e melhorou a sua aptidão. Em 1988, ele ganhou nove vezes. Talvez a sua vitória mais marcante deste período foi um nocaute  no sétimo round do ex-Campeão dos meios-pesado e campeão dos pesos cruzador Dwight Muhammad Qawi .

 

Tendo sido sempre um lutador deliberada, Foreman não tinha perdido muita mobilidade no ringue desde a sua primeira "aposentadoria", embora ele achou mais difícil de manter o equilíbrio depois de jogar socos grande e não podia mais jogar combinações rápidas. Ele ainda era capaz de pousar pesados, golpes simples, no entanto. Ironicamente, o final dos anos rodadas fadiga que havia atormentado-lo no ringue como um homem jovem agora parecia ter desaparecido, e ele poderia confortavelmente competir por 12 round. Foreman atribuiu isso ao seu novo estilo de luta, relaxado (ele falou de como, no início de sua carreira, sua falta de resistência veio de uma enorme quantidade de tensão nervosa).

Em 1989, continuando o seu regresso, Foreman tinha vendido o seu nome e rosto à publicidade de vários produtos, vendendo de tudo, desde grades para silenciadores na TV. Para este efeito, sua pessoa pública foi reinventado e o ex distante Foreman, ameaçador tinha sido substituído por um sorriso, George amigável. Ele e Ali se tornaram amigos, e ele seguiu os passos de Ali, tornando-se uma celebridade fora das fronteiras do boxe.

Foreman continuou sua série de vitórias, vencendo cinco lutas mais, o mais impressionante de ser uma vitória de três round sobre Bert Cooper , que passaria a disputar o título contra Evander Holyfield .

Em 1990, Foreman encontraram o ex-desafiante  Gerry Cooney em Atlantic City. Cooney estava saindo de um longo período de inatividade, mas foi bem visto por seu poder de perfuração. Cooney foi superior no primeiro round, mas Foreman conseguiu vários socos poderosos no segundo round. Cooney foi derrubado duas vezes e Foreman tinha marcado um KO devastador. Foreman passou a ganhar mais quatro lutas neste ano.

Então, em 1991, Foreman foi dada a oportunidade de desafiar o Campeão dos pesos pesados Evander Holyfield , que estava em forma tremenda em £ 208 (94 quilogramas) , para o título mundial em um Pay Per View evento de boxe. Muito poucos especialistas de boxe deu o Foreman 42 anos de idade, a chance de ganhar. Foreman, que pesava 257 £ (116 quilomagramas ) , começou o concurso, marchando para a frente, absorvendo várias das melhores combinações de Holyfield e, ocasionalmente, o desembarque de um balanço poderoso de sua autoria. Holyfield se mostrou muito resistente e ágil para abater e estava bem à frente em pontos ao longo da luta, mas Foreman surpreendeu a muitos durante os 12 rounds, perdendo o desafio por pontos.

Um ano depois, Foreman lutou contra Alex Stewart , que já havia sido parado no primeiro round por Mike Tyson . Foreman derrubado Stewart duas vezes no segundo round, mas gastou muita energia com isso. Em seguida, ele cansou, e Stewart se recuperou. Ao final do 10 ª round e final, o rosto de Foreman foi ensanguentado e inchado, mas os juízes lhe concedeu uma vitória por decisão da maioria.

Em 1993, Foreman recebeu outra chance do título, embora este fosse para a vaga WBO Championship, que a maioria dos fãs da época viam como uma versão de segunda linha do título "real" peso pesado, então sendo disputada entre Holyfield e Riddick Bowe .  O oponente de Foreman foi Tommy Morrison , uma perspectiva jovem conhecido por seu poder de perfuração. Para a frustração de Foreman e da decepção da torcida vaiar, Morrison recuou durante toda a luta, recusando-se a negociar de igual para igual, e às vezes até virou as costas para Foreman.Foreman era competitivo durante todo o jogo, mas depois de 12 rounds, Morrison ganhou uma decisão unânime.

Em 1994, Foreman procurou novamente  lutar pelo campeonato mundial depois de Michael Moorer tinha batido Holyfield para o IBF e WBA títulos.

Tendo perdido sua última luta contra Morrison, Foreman foi desclassificada e em posição de exigir uma outra disputa de título. Seu perfil relativamente alto, no entanto, fez uma disputa de título contra Moorer, 19 anos mais jovem, uma perspectiva lucrativa em risco aparentemente pouco para o campeão.

Desafio de  Foreman para o título contra Moorer ocorreu em 5 de novembro em Las Vegas, Nevada , com Foreman vestindo os troncos mesmo vermelho que havia usado em sua perda do título para Ali há 20 anos. Desta vez, porém, Foreman era um azarão substancial. Por nove rounds, Moorer facilmente conduziu a luta, batendo e se afastando, enquanto Foreman prosseguio para a frente, aparentemente incapaz de "puxar o gatilho" de seus golpes.No entanto, Foreman lançou um retorno no décimo round e bateu Moorer com uma série de socos. Em seguida, a mão direita pegou curto Moorer na ponta do queixo, rasgando aberto o lábio inferior e ele caiu para a lona. Ele estava deitado de costas, enquanto o árbitro contou .

Em um instante, Foreman tinha recuperado o título que ele havia perdido para Muhammad Ali duas décadas antes. Ele voltou para o seu canto e se ajoelhou em oração como a arena irrompeu em aplausos. Com esta vitória histórica, Foreman quebrou três recordes: ele se tornou, aos 45 anos, o mais antigo lutador a ganhar o campeonato mundial dos pesos pesados , 20 anos depois de perder o título pela primeira vez, ele quebrou o recorde de o lutador com o maior intervalo entre seu primeiro e segundo campeonato mundial, e espalhar a idade de 19 anos entre o campeão e desafiante foi a maior de toda a luta campeonato de pesos pesados ​​de boxe.

Logo após a luta Moorer, Foreman começou a falar sobre uma superluta potencial contra Mike Tyson (o mais jovem campeão dos pesos pesado). A organização WBA, no entanto, exigiu que ele a lutar contra seu desafiante número 1, que na época era o competente, Tony Tucker . Por razões não claramente conhecidos, Foreman se recusou a lutar com Tucker e permitiu que o WBA  tira-lse o seu cinturão . Ele, então, passou a lutar de nível médio perspectiva Axel Schulz da Alemanha, em defesa de seu título IBF restante. Schulz era um azarão principal. Schulz cravou fortemente de longo alcance e cresceu cada vez mais confiante como a luta avançava. Foreman terminou a luta com um inchaço em um dos olhos, mas foi premiado com uma decisão da maioria controverso (dois juízes marcou para Foreman, um chamado ainda). O IBF ordenou uma revanche imediata a ser realizada na Alemanha , mas Foreman recusou os termos e viu-se despojado do seu título restante. No entanto, Foreman continuou a ser reconhecido como o campeão dos pesos pesados .

Em 1996, Foreman voltou a Tóquio, marcando uma vitória fácil sobre o Crawford Grimsley por decisão . Em 1997, ele enfrentou candidato Lou Savarese , ganhando uma decisão apertada em um encontro, cansativa competitivo. Então, mais uma oportunidade veio maneira Foreman como o WBC decidiu igualar a ele contra Shannon Briggs em um 1997 "eliminador de ataque" para o direito de enfrentar o campeão WBC Lennox Lewis . Após 12 rounds, em que Foreman consistentemente abalaram Briggs com golpes de energia, quase todo mundo no ringue viu Foreman como o vencedor claro. Mais uma vez houve uma decisão, mas controversa desta vez foi em favor do adversário Foreman, com Briggs premiado alguns pontos ganha. Foreman lutou pela última vez, com a idade de 48.

Foreman foi gracioso e filosófico em sua derrota para Briggs, mas anunciou sua aposentadoria "final" logo em seguida. No entanto, ele fez um plano de luta contra o retorno de Larry Holmes , em 1999, que terá lugar no Houston Astrodome em pay per view. A luta era para ser anunciado como "A Birthday Bash" devido a ambos os lutadores aniversários futuros. Foreman foi definido para ganhar   $ 10 milhões e Holmes era ganhar $ 4 milhões, mas negociações fracassaram e a luta foi cancelada. Com uma afinidade continuada para o esporte, Foreman se tornou um respeitado analista de boxe para a HBO.

 

 

 

Cartel

  •  81 lutas
  •  76 vitórias
  •  68 nocautes
  •  5 derrotas

 

 

 

Harry Greb

 

Nascido como Edward Henry Greb a Pio e Greb Annie, ele começou sua carreira de boxe profissional em 1913, lutando principalmente em torno de sua cidade natal, Pittsburgh . Em 1915, ele estava lutando contra oposição de classe mundial, Tommy Gibbons e Chip George, com quem se enfrentaram duas vezes durante os anos de 1915-1916 . Greb perderia duas lutas por  A decisão (no momento, a prestação de uma decisão oficial no final de uma luta era proibida, então os jornais que cobrem a luta ia proferir uma decisão), as perdas mais tarde viria a vingar.

Greb lutaria 37 vezes no ano de 1917 (um recorde), ganhando 34 dessas lutas oficialmente ou não. Entre suas vítimas naquele ano foram campeão dos meios-pesados  Battling Levinsky (em uma luta não-títulada), o ex-campeão dos meios-pesados Jack Dillon , médios George Chip e pesado Willie Meehan, que tinha batido futuro campeão pesado Jack Dempsey no início do ano.

Apesar de todos esses grandes resultados, Greb foi ainda negado a chance de lutar por um título. A perda de fevereiro de 1918 a  Mike O'Dowd, que viria a ganhar o título dos médios durante o ano, não ajuda em seu esforço. Depois disso , Greb iria ficar invicto há mais de dois anos. Durante esse trecho, ele bateu o futuro campeão dos meios-pesados Mike McTigue , pesados desafiadores Gunboat Smith , Billy Miske , e Bill Brennan, e derrotou Battling Levinsky nada menos do que cinco vezes em decisões . Levinsky foi o campeão dos meios-pesados na época.

Em 1921, durante uma briga com um pesado ​Kid Norfolk (nome verdadeiro William Ward), ele foi machucado no olho direito e acredita ter sofrido um descolamento da retina, que permanentemente o cegou (Greb viria a perder a visão  em  seu olho bom e sua perda gradual da visão levou-o a sempre ir para a cama com a luz acesa). Mas Greb lutando, vencendo por um nocaute no décimo primeiro round, e ele finalmente conseguiu uma chance a o título.

Em 23 de maio de 1922, Harry Greb lutou com Gene Tunney , o invicto americano ,(O título Mundial estava então nas mãos do francês Georges Carpentier ). No final dos 15 rounds, Tunney estava completamente ensanguentado  e Greb foi campeão. Esta foi a única derrota na carreira profissional Tunney.

Depois de defender o seu título contra Tommy Loughran , Greb concedido Tunney uma revanche. Em uma batalha disputada, lutou no Madison Square Garden, em fevereiro de 1923, Tunney recuperou seu título por decisão. Os dois homens se reunirá mais uma vez, e Tunney  defendeu com sucesso seu título e recuperou o titulo em outro luta de 15 rounds, em seguida, greb e Tunney lutaram mais três vezes e Tunney ganhou todas .  Tunney iria bater Jack Dempsey para o título dos pesos pesados. Greb permaneceu o único homem a ter vencido Tunney.

Um mês depois de perder o título  dos meios-pesados para Tunney, Greb enfrentou Johnny Wilson para o título mundial dos pesos medios e Greb ganhou por decisão confortável. Greb iria defender o título quatro vezes, principalmente contra o Campeão do Mundo , Mickey Walker ,um grande lutador que iria ganhar o título dos médios no ano seguinte, tropeçou Greb em uma boate após a sua luta, e, segundo a lenda, lutou uma revanche improvisado ali. Greb KO-lo facilmente.

Aos 32 anos, Greb  passou o seu auge quando foi lutar  com complicado canhoto Flores Tigre em Madison Square Garden, em fevereiro de 1926. Flores, um especialista em defesa, rebateu os ataques do Wildcat Smoke City do bem e venceu uma decisão contestada após 15 round para título dos médios do Greb. Flores bateu Greb novamente em sua revanche seis meses mais tarde - em uma decisão ainda mais contestada - no que foi a última luta do Greb.

 

 

 

Cartel

 

  • 299 lutas

  • 261 vitórias

  • 48   nocautes

  • 20 derrotas

  • 17 empates

  • 1  sem resultado

 

 

 

 

Sugar Ray Robinson

 

Walker Smith Jr. (Ailey, 3 de maio de 1921 - Culver City, 12 de abril de 1989), mais conhecido como Sugar Ray Robinson, foi um pugilista estadunidense. Esteve ativo entre as décadas de 1940 e 1950. Foi incorporado ao Salão da Fama do Boxe em 1990.

Como boxeador amador conseguiu um recorde de 85 vitórias, sendo 69 por nocaute e 40 destas terminaram no primeiro round. Em 1940 já era profissional na idade de 19 anos, e em 1951 já detinha um recorde de 128 vitórias e apenas uma derrota (diante de Jake LaMotta), com 84 nocautes. Manteve seu título mundial de 1946 até 1951 e ganhou o título de peso-médio, também em 1951. Sua única derrota foi para Jake LaMotta, a quem venceu cinco vezes.

Walker foi considerado o maior boxeador de todos os tempos pela ESPN.

Robinson foi 85-0 como amador com 69 dessas vitórias que vem sob a forma de nocaute, 40 no primeiro assalto. Ele se tornou profissional em 1940 na idade de 19 e em 1951 teve um registro profissional de 128-1-2, com 84 nocautes. Robinson deteve o título mundial peso meio-médio de 1946 a 1951, e ganhou o título mundial dos médios no ano posterior. Ele se aposentou em 1952, apenas para voltar dois anos e meio depois e recuperar o título dos médios em 1955. Ele então se tornou o primeiro pugilista a vencer um campeonato mundial da divisão por cinco vezes, ele realizou uma façanha ao derrotar Carmen Basilio em 1958 para recuperar o título dos médios. Robinson foi nomeado o "lutador do ano" duas vezes: primeiro por suas atuações em 1942, então com nove anos e mais de 90 lutas mais tarde, pelos seus esforços em 1951. Derrotou pugilistas presentes no Hall da Fama, como Jake LaMotta, Carmen Basilio, Gene Fullmer, Carl 'Bobo' Olson, Henry Armstrong Rocky Graziano e Kid Gavilan. Robinson lutou 200 vezes como profissional, e sua carreira durou quase 26 anos.

Robinson foi eleito o maior lutador do século 20 pelo Associated Press, e o maior pugilista da história pela ESPN.com em 2007. The Ring revista nominal, o elegeu melhor lutador peso-por-peso de todos os tempos, em 1997, e "lutador da década" (anos 50). Muhammad Ali, que repetidamente se chamou de "maior" ao longo de sua carreira, Rodrigues classificou como o maior pugilista de todos os tempos. Outros boxeadores do Hall da Fama, como Joe Louis e Sugar Ray Leonard disseram a mesma coisa.

Conhecido pelo seu estilo de vida extravagante fora do ringue, Robinson é creditado como sendo o criador do esporte moderno "entourage". Após a sua carreira de boxe terminou, Robinson tentou uma carreira como artista, mas lutou e viveu modestamente até sua morte em 1989.

 

 

 

 

Cartel

   

  • 200 lutas
  • 173 vitórias
  • 108 nocautes
  • 19  derrotas
  • 6 empates
  • 2 desistência

 


Jack Dempsey

    

Em seu início de carreira, Dempsey fez algumas lutas sob o pseudônimo de "Kid Blackie", contudo, posteriormente ele resolveu trocar seu nome para Jack Dempsey, em uma homenagem ao grande campeão Jack Nonpareil Dempsey. Sua primeira luta conhecida, sob a alcunha de Jack Dempsey, ocorreu em 1914, quando Dempsey empatou com Young Herman, em um combate de seis assaltos.

Após essa sua luta inaugural contra Herman, Dempsey emplacou uma sequência de seis vitórias por nocaute, antes de sofrer sua primeira derrota para Jack Downey, em 1915. Dempsey então atravessou um momento delicado na carreira, aonde em um curto espaço de tempo ele acumulou mais três empates, sendo dois deles contra Johnny Sudenberg e um terceiro contra seu algoz Jack Downey.

No entanto, após esse seu segundo encontro contra Downey, a carreira de Dempsey começou a decolar de vez, quando ele conseguiu uma ótima sequência de dez vitórias consecutivas, entre as quais figuravam vitórias por nocaute contra Johnny Sudenberg e Jack Downey.

O estilo agressivo e o poder destruidor de Dempsey fizeram dele um dos pugilistas mais populares em toda a história do boxe. Ágil, forte e bastante agressivo, Dempsey usava de combinações e golpes duros para minar seus adversários, que não raramente eram mais altos do que ele próprio. Além disso, Dempsey, que era destro, também era capaz de assumir uma postura de canhoto durante um combate, o que confundia demais seus oponentes e ajudou a notabilizar seu potente gancho de esquerda.

Buscando conquistar o título mundial dos pesos-pesados, Dempsey encontrou pela frente outros tantos concorrentes, que incluíam nomes como Fireman Jim Flynn, Gunboat Smith, Carl Morris, Bill Brennan e Billy Miske. Superado por Fireman Jim Flynn, em 1917, na única vez que foi derrotado por nocaute em toda sua carreira, Dempsey depois acumulou quinze vitórias e uma derrota no ano de 1918.

Entre suas muitas vitórias obtidas em 1918, Dempsey conseguiu revidar o nocaute sofrido contra Fireman Jim Flynn, além de suplantar Carl Morris, Bill Brennan, Billy Miske e Gunboat Smith. Não fosse isso o bastante, ainda em 1918, Dempsey conquistou muito crédito depois de ter infligido o primeiro nocaute na carreira do campeão dos meios-pesados Battling Levinsky.

Dessa forma, após essa sua estupenda performance em 1918, Dempsey conseguiu uma chance de disputar o título mundial, quando em meados de 1919 subiu ao ringue contra o gigantesco campeão Jess Willard. Realizada em Toledo, em Ohio, a luta entre Willard e Dempsey acabou se transformando em um verdadeiro massacre às avessas, haja vista que foi o pequeno Dempsey quem conseguiu nocautear o gigante Willard sete vezes no primeiro round. Resistindo bravamente ao ímpeto de Dempsey nos assaltos seguintes, Willard foi impedido pelo seu córner de retornar ao combate no quarto round, em virtude de seus graves ferimentos, que incluíam fraturas na mandíbula e ossos da face, além da extrusão de vários dentes e algumas costelas quebradas.

Essa vitória de Demspey sobre Willard posteriormente se tornou motivo de controvérsia, em virtude de uma especulação levantada por um artigo jornalístico de que Dempsey havia colocado objetos metálicos no interior da sua luva, o que explicaria a razão da extensão das lesões sofridas por Willard. Em contraposição, existe uma outra vertente que, através de análises fotográficas, sugere que as lesões de Willard possam ter sido exageradas pela imprensa da época.

Uma vez campeão mundial dos pesos-pesados, Dempsey colocou seu cinturão em disputa pela primeira vez em 1920, contra Billy Miske. Após nocautear Miske facilmente, em apenas três rounds, ainda em 1920, Dempsey fez sua segunda defesa de título. Lutando contra Bill Brennan, Dempsey havia encontrado um adversário a sua altura, haja vista que, trasncorridos dez assaltos, Dempsey sangrava profusamente pela orelha esquerda e encontrava-se atrás na contagem de pontos. Todavia, no décimo segundo assalto da luta, Dempsey encaixou uma poderosa sequência de golpes em Brennan, que assim foi à lona e não mais se levantou.

Em sua terceira defesa de cinturão dos pesos-pesados, Dempsey encarou pela frente o francês Georges Carpentier, então campeão mundial dos meios-pesados e, para muitos de seu tempo, considerado o melhor boxeador em atividade da época. Realizada em 1921, a luta entre Dempsey e Carpentier foi a primeira na história a ter sido transmitida pelo rádio, além de ter atraído um público de mais de 80 mil pessoas ao local, o que acabou transformando essa a primeira luta de boxe da história a gerar um faturamento superior a 1 milão de dólares. Dentro do ringue, uma vez iniciado o combate, Carpentier parecia melhor e controlava as ações até o segundo round, quando acabou fraturando o polegar da mão direita. A partir de então, Dempsey passou a dominar a luta, castigando Carpentier duramente, que acabou indo à lona no quarto round. Carpentier ainda conseguiu se reerguer, muito embora somente para voltar a ser definitivamente nocauteado por Dempsey, que assim manteve seu cinturão intocável.

Depois de superar Carpentier, Dempsey somente tornou a colocar seu cinturão em disputa em 1923, quando assim o fez por duas vezes. Primeiro, Dempsey enfrentou Tommy Gibbons, em uma luta em que Dempsey prevaleceu nos pontos após quinze rounds. Em seguida, Dempsey se deparou contra o argentino Luis Ángel Firpo, em um combate emocionante que durou somente dois rounds. No primeiro deles, Dempsey nocauteou Firpo sete vezes, porém, o argentino recuperou-se e conseguiu surpreender Dempsey, aplicando um duro golpe que fez o campeão ser atirado para fora do ringue. Após retornar ao ringue, um atordoado Dempsey conseguiu resistir ao final do primeiro round. Visivelmente abalado ao término do primeiro assalto, Dempsey retornou para o segundo round determinado e, desta forma, nocauteou Firpo de novo, que se reergueu uma última vez, antes de Desmpsey mandá-lo definitivamente para a lona.

Sobrevivendo à batalha contra Firpo, Dempsey negou-se a colocar seu cinturão em jogo contra o boxeador negro Harry Wills e, sem tornar a realizar uma luta oficial nos três que se seguiram, passou a dedicar-se a outras formas de se obter renda, tais como participações em filmes de cinema ou como garoto-propaganda de produtos para consumo.

Após três anos afastados dos ringues, em meados de 1926, Dempsey fez seu retorno contra talentoso boxeador Gene Tunney, em uma luta que atraiu um público recorde de 120.577 pessoas. Amplamente dominado por Tunney, ao longo de dez assaltos, Dempsey acabou perdendo a luta nos pontos, em uma decisão unânime dos jurados, que lhe custou a perda de seu cinturão.

Dempsey pensou em se aposentar após sua fraca performance contra Tunney, porém, reconsiderando dessa ideia, quase um ano mais tarde, em meados de 1927, Dempsey subiu ao ringue contra Jack Sharkey, em uma luta eliminatória, da qual o vencedor conquistaria o direito de desafiar o campeão Genne Tunney. Dominado por Sharkey desde o início da luta, Dempsey acabou vencendo a luta no sétimo assalto, mediante um nocaute controverso, visto que o golpe decisivo de Dempsey resultou de um momento de oportunismo, quando Sharkey tinha se virado para o árbitro, deixando-se desprotegido, a fim de reclamar que Dempsey vinha desferindo golpes abaixo da linha cintura contra ele.

Dois meses após sua vitória sobre Sharkey, Dempsey voltou a enfrentar Tunney no ringue, em uma luta válida pelo título mundial dos pesos-pesados, que se sucedeu em Chicago e resultou em um faturamento recorde de mais de 2 bilhões de dólares na bilheteria. Esse segundo encontro entre Dempsey e Tunney acabou gerando um dos momentos mais polêmicos já ocorridos em toda a história do boxe, assim que Dempsey derrubou Tunney no sétimo round. Acontece que à época, uma regra nova havia sido recém estipulada nos combates de boxe, determinando que toda vez que um lutador nocauteasse seu oponente ele deveria imediatamente aguardar em um córner neutro, enquanto o árbitro fizesse a contagem. Aparentemente esquecido da nova regra, depois de ter nocauteado Tunney, Dempsey não obedeceu ao comando do árbitro de ir até o córner neutro, mantendo-se de pé próximo a Tunney. Dessa forma, o árbitro perdeu tempo insistindo para que Dempsey se deslocasse até o córner neutro, antes de abrir contagem para Tunney, o que acabou resultando em cinco segundos preciosos para Tunney se recuperar. O árbitro fez uma contagem de nove segundos, o que somado aos cinco segundos extras ganhos, resultaram em uma longa contagem de catorze segundos. Todavia, como o árbitro não considerou os segundos gastos para obrigar Dempsey ir até o córner, Tunney ficou apto a retornar ao combate. Resistindo até o final do round, Tunney voltou completamente recuperado para o oitavo assalto, quando ele conseguiu nocautear Dempsey, que se levantou rapidamente. A luta então chegou ao fim de seus dez assaltos, ao término dos quais todos os jurados apontaram uma vitória de Tunney.

Incapaz de recuperar seu título mundial, Dempsey nunca mais tornou a realizar uma luta oficial após perder a revanche contra Tunney e, assim sendo, logo no princípio de 1928 resolveu anunciar sua aposentadoria.

 

 

 

Cartel

  •  83 lutas
  •  66 vitórias
  •  51 nocaute
  •  6 derrotas
  •  11 empate

 

 

 

Archie Moore

 

 

Tornou-se profissional em 1938 , fazendo 12 lutas naquele  ano  em San Diego . Moore teve oito lutas em 1939, indo 5-2 durante esse período, com um "no contest". Ele perdeu para oTeddy Yarosz . Em 1940, Moore fez uma turnê na Austrália e lutou em Melbourne , Tasmânia , Adelaide e Sydney . Ele venceu todas as suas sete lutas lá, incluindo seis por nocaute. Ao retornar aos Estados Unidos, ele derrotou Pancho Ramirez por nocaute , mas perdeu para Hogue Baixinho por decisão . 

Moore tinha quatro lutas em 1941, durante o qual ele foi 2-1-1, com o empate contra o Eddie Booker . Até então, no entanto, ele tinha sofrido  várias úlceras no estômago, com as operações , ele anunciou sua aposentadoria do boxe.

Sua aposentadoria foi breve, no entanto, em 1942 ele estava de volta ao ringue. Ele venceu suas primeiras seis lutas neste ano, incluindo um nocaute ,uma revanche, e uma decisão sobre Jack Chase . Ele concedeu Booker uma revanche, e chegou à mesma conclusão que a sua primeira luta teve: um outro empate .

Em 1943, Moore lutou sete lutas, vencendo cinco e perdendo dois. Ele ganhou e perdeu o titulo da Califórnia  contra Chase, ambos por decisões . Ele também perdeu a luta para o Aaron Wade naquele ano. 

Em 1944, ele tinha nove lutas, indo 7-2. Sua última luta naquele ano marcou sua estréia na costa do Atlântico, e o nível de sua oposição começou a melhorar. Ele derrotou Jimmy Hayden por um knockout , perdeu para o Charlie Burley por  decisão, e Booker por um knockout  .

Em 1946, Moore tinha se mudado para o meio-pesado  e ele foi 5-2-1 esse ano, batendo candidato Curtis Sheppard , mas perdeu para o Ezzard Charles por decisão . Até então, Moore começou a reclamar publicamente que, segundo ele, nenhum dos campeões do mundo  correria o risco de lutar com ele.

1947 foi essencialmente um ano de revanches para Moore. Ele foi 7-1 naquele ano, a sua perda para Charles. Ele bateu  Sheppard por decisão e Bivins por um knockout . Ele também derrotou Burt Lytell , por decisão .

Ele lutou 14 lutas em 1948, perdendo novamente para Charles por um knockout , perdendo para Leonard Morrow por nocaute e Henry por  decisão e Lloyd Gibson por uma desqualificação . Mas ele também venceu Ted Lowry , por  decisão , e  uma revanche, também por decisão.

1949 também foi um ano bom para Moore: Ele tinha 13 lutas neste ano, vai 12-1. Ele derrotou o Kid Alabama duas vezes; por nocaute  e por nocaute  Bob Satterfield e por um knockout  Bivins e por um knockout  Harold Johnson por uma decisão, Bob Sikes por nocaute e Muscato Phil por uma decisão. Ele perdeu para Clinton Bacon por uma desqualificação .

Pelos padrões de Moore, 1950 foi um ano de férias para ele: ele só tinha duas lutas, vencendo ambos, incluindo uma decisão  em uma revanche com Lydell.

Em 1951, Moore lutou18 vezes, vencendo 16, perdendo uma, e um empate. Ele passeou na argentina, lutando  sete vezes, vencendo seis e um empate. Entre essas sete lutas, ele encontrou tempo para uma viagem a Montevidéu , Uruguai , onde ele derrotou Vicente Quiroz por um knockout . Ele nocauteou Bivins  e  duas decisões com Johnson.

1952 foi um dos anos mais importantes da vida de Moore. Depois de bater Johnson, Jimmy Slade , Bob Dunlap , e Clarence Henry e o meio-pesados ​​Clinton Bacon (nocauteado em uma revanche), Moore foi finalmente dada a oportunidade para lutar pelo título mundial dos meios pesados contra Maxim . 

Maxim havia acabado de derrotar o grande Sugar Ray Robinson por um nocaute técnico no 14 round, forçando Robinson parar no seu canto devido à exaustão do calor. Contra Maxim, Moore desembarcou consistentemente poderosas mãos certas, machucando-o várias vezes a caminho de uma decisão . Depois de dezesseis longos anos, ele finalmente realizou seu sonho. 

Ele estava longe de ser feito, no entanto. No ano seguinte, Moore ganhou todas as nove lutas , incluindo uma vitória para o título contra o  peso pesado Nino Valdez da Cuba e uma decisão sobre Maxim, e uma revanche para manter o cinturão. Ele fez duas lutas mais na Argentina antes do final do ano.

Em 1954, ele teve apenas quatro lutas, mantendo o título em uma terceira luta com Maxim, que mais uma vez foi por decisão , e contra Johnson, ganhoum por nocaute. Ele também bateu pesado altamente classificado Bob Baker . 

Em 1955, Moore novamente bateu Valdez, e defendeu o titulo contro o Joey Maxim, por um knockout . 

Em 21 de setembro de 1955, Moore subiu de peso para enfrentar o Rocky Marciano campeão dos peso pesados. Moore brevemente derrubou  Marciano no segundo round  (a segunda e última vez Marciano já havia sido derrubado), mas Marciano recuperou e derrubou  Moore cinco vezes, nocauteando-o no nono round para manter o cinturão. Marciano defendeu o título pela sexta e última  vez antes de se aposentar em 1956. 

Em 1956, Moore lutou para o seu título dos meios pesados  com um nocaute sobre Yolande Pompeu em Londres . Ele venceu 11 lutas seguidas antes de desafiar novamente  o campeão mundial dos pesos pesados . O título foi deixado vago por Marciano, mas Moore perdeu para Floyd Patterson por nocaute no quinto round , (Patterson fez história naquela noite, tornando-se, com a idade de 21 anos, o mais jovem campeão mundial de pesos pesados, no entanto, um registro de que ele iria realizar até 1986). 

Moore ganhou todos as seis lutas durante 1957. Entre essas vitórias foi uma decisão sobre peso pesado Hans Kalbfell na Alemanha , um nocaute no setimo round contra o Tony Anthony para manter o título dos meio-pesados, uma decisão contra o peso pesado Eddie ,venceu por nocaute no quarto round Roger Rischer . 

Em 1958, Moore tinha 10 lutas, vai 9-0-1 durante esse período. Sua luta com Yvon Durelle em particular, foi de nota: defender o seu título mundial dos pesos pesados ​​luz em Montreal , ele foi derrubado três vezes no primeiro round , e mais uma vez no quinto round , mas depois caiu Durelle no decimo round e venceu por nocaute no 11 º. 

1959, seu último ano completo como campeão incontestado, em suas duas lutas, ele venceu Sterling Davis por nocaute no terceiro round e depois Durelle novamente, também por nocaute no terceiro round , para mais uma vez manter a sua título mundial dos meios-pedados . 

Durante 1960, Moore foi destituído de seu título  pelo Nacional de Boxe Association (NBA) , mas continuou a ser reconhecido pela maioria das principais autoridades de boxe, incluindo o New York Athletic Comissão Estadual e revista The Ring . Moore ganhou três de suas quatro lutas em 1960, por decisão contra um camarada Turman , em Dallas, Texas , sua única derrota vindo em uma decisão contra Giulio Rinaldi em Roma . 

Em 1961, ele derrotou Turman novamente por decisão em Manila, Filipinas, antes de defender seu titulo dos meios-pesados  para o que seria a última vez, batendo Rinaldi por uma decisão  para manter o cinturão. Em sua última luta esse ano, mais uma vez ele se aventurou em pesos pesados, e conheceu Pete Rademacher , um homem que fez história no início de sua carreira, tornando-se o primeiro homem a lutar por um título mundial em sua primeira luta profissional (quando ele perdeu para Patterson por um knockout  no sexto round ). Moore bateu Rademacher por um knockout . 

Em 1962, as comissões restantes  de boxe que tinha continuado a apoiar Moore como o  campeão mundial dos meios-pesados  retirou seu reconhecimento. Ele fez campanha exclusivamente como um peso pesado a partir de então, e bateu Alejandro Lavorante por nocaute  e Rei Howard por nocaute em Tijuana . Ele, então, lutou contra  Willie Pastrano . Curiosamente, na publicidade dos cartazes da luta, Moore foi anunciado como o "Campeão do Mundo dos meios-pesados . A luta  ocorreu na Califórnia, que ainda não tinha retirado o reconhecimento de Moore, no momento a luta Moore-Pastrano foi assinado. No momento em que a luta  ocorreu, a comissão da Califórnia, como Nova York, Massachusetts, a Revista EBU e Ring, havia reconhecido Harold Johnson , que tinha batido Doug Jones 16 dias antes, como o Campeão mundial dos meios-pesaodos . Johnson tinha reinado como o  campeão da NBA desde 7 de fevereiro, 1961. 

Então, em sua última luta , Moore enfrentou um  jovem peso pesado de Louisville chamado Cassius Clay (Muhammad Ali) . Moore tinha sido treinador de Clay por um tempo, mas Clay ficou insatisfeito e deixou Moore por causa das tentativas de mudar seu estilo e sua insistência de que Clay fazer pratos e ajudar limpar o pisos do ginásio . 

Nos dias antes da luta, Clay tinha rima que "Archie Moore ... deve cair  no quarto round." Moore respondeu que ele tinha aperfeiçoado um soco novo para o jogo: O Lip Buttoner. 

No entanto, como Clay Moore previu foi espancado por um nocaute no quatro round . Moore é o único homem a ter enfrentado tanto Rocky Marciano e Muhammad Ali.

Depois de mais uma luta em 1963, uma vitória por nocaute  no terceira round sobre Mike DiBiase em Phoenix , Moore anunciou sua aposentadoria do boxe, para o bem.

Cartel 

  •  229 lutas
  •  185 vitória
  •  131 nocautes
  •  23   derrotas
  •  10   empates
  •  1   sem decisão

 

 

 

Mike tyson

Michael Gerard Tyson (Nova Iorque, 30 de Junho de 1966), mais conhecido por Mike Tyson ou Malik Abdul Aziz, é um ex-pugilista (boxeador) estadunidense. Considerado por muitos como um dos maiores lutadores de boxe de todos os tempos.

Mike Tyson teve uma infância difícil depois de o pai abandonar o lar quando ele tinha apenas dois anos. A sua juventude ficou marcada pelo internamento, aos 11 anos, em um reformatório para jovens delinquentes, onde se iniciou no boxe, desmotivado pelo director da instituição, que era um antigo pugilista. Aos treze anos foi descoberto pelo treinador Cus D'Amato que passou a ser o responsável pela sua carreira. No entanto, no ano seguinte, Mike Tyson passou a ser orientado por Jan Vojik, ele foi campeão mundial olímpico dos pesos medios aos 14 anos de idade.

Em 1981, com 15 anos, tornou-se campeão juvenil de boxe dos Estados Unidos da América para, no ano seguinte alcançar o título mundial do mesmo escalão etário. Em 1983 zangou-se com Atlas e voltou a trabalhar com Cus D'Amato e foi sob a orientação deste, que em 1985, deu-se a sua passagem para o boxe profissional. Logo no primeiro ano ganhou os 15 combates em que participou, 11 deles por K.O. (knock-out) no primeiro round.

Em 1986 um mês depois de Cus D'Amato falecer, Tyson impôs-se definitivamente como campeão e ficou conhecido em todo o mundo. A mais importante das 13 vitórias do ano aconteceu a 22 de Novembro quando, ao derrotar Trevor Berbick, conquistou o título mundial de pesos pesados do Conselho Mundial de Boxe (WBC). Com 20 anos, foi o mais jovem pugilista a alcançar esse feito.

No ano seguinte, conquistou também os títulos mundiais da Federação Internacional de Boxe e da Associação Mundial de Boxe e em 1988 venceu três combates contra pugilistas de renome. Todos por K.O. antes do quarto assalto.

Ainda em 1988 casou com a atriz e modelo Robin Givens que, no ano posterior, pediu o divórcio. Em um programa de televisão, alegou que Tyson era, em suas palavras, maníaco-depressivo. Estes problemas afetaram a carreira do pugilista, que só combateu por duas vezes em 1989, embora tenha vencido os dois desafios. O mau momento ficou confirmado em 1990 quando, a 11 de Fevereiro, foi batido no Japão por Buster Douglas com o K.O. ao décimo assalto, perdendo os seus três títulos mundiais.

Em 1990 e 1991 venceu os quatro combates em que participou e, entretanto, desafiou para um combate o novo campeão mundial Evander Holyfield, também norte-americano.

Em Julho de 1991 fez parte do júri do concurso Miss América, mas acabou acusado de violação por uma das participantes. Enquanto aguardava o julgamento continuou a treinar, mas lesionou-se e teve de adiar o combate com Holyfield.

Em Março de 1992 Mike Tyson foi condenado a seis anos de prisão, mas devido ao bom comportamento só cumpriu metade da pena. Saiu da prisão em Março de 1995 e cinco meses depois voltou a combater, exatamente no dia 19 de agosto de 1995 no MGM Grand Garden, para derrotar um desconhecido pugilista irlandês Peter McNeeley, auto-apelidado de O Furacão Irlandês aos 89 segundos do primeiro assalto. Pela vitória Tyson recebeu 25 milhões de dólares, e McNeeley levou 700 mil dólares.

Em 1996 voltou a combater e a vencer, o que o levou a desafiar de novo Holyfield. A 9 de Novembro desse ano o combate teve lugar e Holyfield ganhou, mas Tyson pediu logo a desforra. Os dois pugilistas voltaram a encontrar-se em 28 de Junho de 1997 para o que chegou a ser chamado de combate do século. Mas, a 40 segundos do final do terceiro round deu-se o inesperado: Tyson mordeu a orelha de Holyfield, o que levou à interrupção do combate. Reatado o duelo, Tyson voltou a morder a orelha do oponente e acabou por ser desclassificado, ele afirmou que só fez aquilo em resposta a repetidas cabeçadas que vinha recebendo de Holyfield (no primeiro confronto entre os dois Mike também havia reclamado sobre as cabeçadas de Holyfield), gerando uma luta no ringue entre as equipes de apoio dos dois pugilistas. Tyson perdeu o combate e foi banido por um ano da competição. Após cumprido o castigo o pugilista nova-iorquino voltou a combater e a vencer, mas já muito longe da melhor forma, Mike Tyson se tornou vegetariano .

 

 

Cartel

  •  58 lutas
  •  51 vitórias
  •  44 nocautes
  •  6 derrotas
  •  2 desistências